Uma das situações que pode nos “esvaziar”, aos poucos, mas cruelmente, e que vai nos ‘atando’  e nos tornando apáticas, aniquilando-nos a vontade de continuar a agir. Efetivamente, nos devora, devora nosso dinamismo, nossas determinações, nossos sonhos. Este texto diz tudo.

O MEDO CAUSADO PELA INTELIGÊNCIA

Quando Winston Churchill, ainda jovem, acabou de pronunciar seu discurso de estréia na Câmara dos Comuns, foi perguntar a um velho parlamentar, amigo de seu pai, o que tinha achado do seu primeiro desempenho naquela assembléia de vedetes políticas.

O velho pôs a mão no ombro de Churchill e disse, em tom paternal: “Meu jovem, você cometeu um grande erro.  

Foi muito brilhante neste seu primeiro discurso na Casa. Isso é imperdoável! Devia ter começado um pouco mais na sombra. Devia ter gaguejado um pouco. Com a inteligência que demonstrou hoje, deve ter conquistado, no mínimo, uns trinta inimigos. O “talento assusta”.

Ali estava uma das melhores lições de abismo que um velho sábio pôde dar ao pupilo que se iniciava numa carreira difícil.

Isso, na Inglaterra. Imaginem aqui, no Brasil!…

Não é demais lembrar a famosa trova de António Aleixo, poeta português: “Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que, às vezes, fico pensando que a burrice é uma Ciência”.

A maior parte das pessoas encasteladas em posições políticas é medíocre e tem um indisfarçável medo da inteligência.

Temos de admitir que, de um modo geral, os medíocres são mais obstinados na conquista de posições. Sabem ocupar os espaços vazios deixados pelos talentosos displicentes que não revelam o apetite do poder.

Mas é preciso considerar que esses medíocres ladinos, oportunistas e ambiciosos, têm o hábito de salvaguardar suas posições conquistadas, com verdadeiras muralhas de granito por onde talentosos não conseguem passar.

Em todas as áreas encontramos dessas fortalezas estabelecidas, as panelinhas do arrivismo, inexpugnáveis às legiões dos lúcidos.

É pecado fazer sombra a alguém até numa conversa social. Assim como um grupo de senhoras burguesas bem casadas boicota, automaticamente, a entrada de uma jovem mulher bonita no seu círculo de convivência, por medo de perder seus maridos, também os encastelados medíocres se fecham como ostras, à simples aparição de um talentoso jovem que os possa ameaçar. Eles conhecem bem suas limitações, sabem como lhes custa desempenhar tarefas que os mais dotados realizam com uma perna nas costas…

Enfim, na medida em que admiram a facilidade com que os mais lúcidos resolvem problemas, os medíocres os repudiam para se defender.

 

 

 What’s Your Spotlight?

“Your playing small does not serve the world. There’s nothing enlightened about shrinking so that other people won’t feel insecure around you. We are all meant to shine…”

Marianne Williamson

 

Uma tradução mais ou menos: “Jogar pequeno” não é um serviço ao mundo. Não há nada iluminado sobre encolher-se para que outras pessoas não se sintam inseguras perto de você. Todos fomos destinados a brilhar.

Não sei se todos fomos destinados a brilhar, mas é claro que brilhar é oposto à ser medíocre. Medíocre, segundo o dicionário, é “mediano; sofrível; insignificante”. (FONTE: http://blosque.com/2009/07/voce-e-mediocre.html).

 

TEMPO QUE FOGE

Ricardo Gondim

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não vou mais a workshops onde se ensina como converter milhões usando uma fórmula de poucos pontos. Não quero que me convidem para eventos de um fim-de-semana com a proposta de abalar o milênio.
Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos parlamentares e regimentos internos. Não gosto de assembléias ordinárias em que as organizações procuram se proteger e perpetuar através de infindáveis detalhes organizacionais.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde “tiramos fatos à limpo”. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário do coral.
Já não tenho tempo para debater vírgulas, detalhes gramaticais sutis, ou sobre as diferentes traduções da Bíblia. Não quero ficar explicando porque gosto da Nova Versão Internacional das Escrituras, só porque há um grupo que a considera herética. Minha resposta será curta e delicada: – Gosto, e ponto final! Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos.

Já não tenho tempo para ficar dando explicação aos medianos se estou ou não perdendo a fé, porque admiro a poesia do Chico Buarque e do Vinicius de Moraes; a voz da Maria Bethânia; os livros de Machado de Assis, Thomas Mann, Ernest Hemingway e José Lins do Rego.

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita para a “última hora”; não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja andar humildemente com Deus. Caminhar perto dessas pessoas nunca será perda de tempo.

O essencial faz a vida valer a pena.

 

NÃO DEVEMOS TEMER OS INVEJOSOS

Você Teme o Invejoso?
Silvia Schmidt

Por quê?
enquanto você pesca, ele olha o rio…
O invejoso é um eterno espectador,
Pois enquanto você dorme pacílicamente,
ele perde o sono quando pensa em você.-
Você acorda e saúda o sol,
ele olha o seu bronzeado.-
Você sai para o trabalho,
ele calcula o seu salário.-
Você constrói sua casa,
ele julga a cor das tintas.-
Você estuda, tem boas notas,
ele se preocupa com esse número.-
Você conquista um diploma,
ele vive o medo do teu sucesso futuro.-
Você levanta um prédio,
ele escolhe uma janela pra pular.-
Você cura os doentes,
ele adoece por causa disso.-
Você ensina os seus alunos,
ele tenta descobrir o que você não sabe.-
Você tem a simpatia da chefia,
ele prefere chamá-lo de puxa-saco.-
Você recebe os aplausos,
ele busca saber se alguém o vaia.-
Você liga computador para serviço útil,
ele coleciona pogramas de vírus.-
O que ele realmente faz, quando faz:
Você cria, ele copia!
… ele é um eterno espectador…
…merece sua compaixão… e não o seu temor…

OS INVEJOSOS

Há os que se esquecem
que a inveja
é a arma, dos incompetentes!
Vóny Ferreira

 
 


 

Jiddu  Krishnamurti  on  Mediocre Human Beings

Question: Why is it that almost all human beings, apart from their talents and capacities, are mediocre? I know I am mediocre. I do not seem to be able to break through this mediocrity.
Jiddu Krishnamurti – Are you aware that you are mediocre? Answer it for yourself. Mediocre means neither high nor low, just hovering in between.

The great painters, the great musicians, the great architects, have extraordinary capacities and talents but in their daily life they are like you and me, like everybody else.

If you are aware that you are mediocre, what does it mean? You may have great talent as a writer, a painter, sculptor, musician, teacher, but that is all outward dress, outward show hiding inward poverty. Being poor inwardly we are always striving to be something nobler.

Trying to fill that insufficiency with the latest gossip of politics, with the latest rituals, the latest meditations, the latest this and that, is all an act of mediocrity. This sense of mediocrity shows itself in outward respectability.

And there is the other revolt against mediocrity, the hippies, the long haired, the unshaved, the latest fallouts; it is the same movement. Or you join a community, because inwardly there is nothing in you; by joining you become important, and there is action.

When you are aware of this mediocrity, this utter sense of insufficiency, this sense of deep frustrating loneliness, you see it is covered over by all kinds of activities.

If you are aware of that, then what is this loneliness, this insufficiency? How do you measure this insufficiency? – for this measurement is limitless; you go on measuring, measuring, measuring; it is unending. Now, can that comparative observation end? If so, is there insufficiency?

This mediocrity, that all of us seem to have, can be broken through when there is no sense of comparison, of measurement. That gives you an immense freedom. Where there is complete psychological freedom there is no sense of mediocrity. You are out of that class altogether – a totally different state of mind exists.

 

CITAÇÕES E FRASES SOBRE MEDIOCRIDADE

“A mediocridade escapa da inveja.” (Tito Lívio)

“A mediocridade é a arte de não ter inimigos.” (Sofocleto)

“A mediocridade é excelente aos olhos das pessoas medíocres.”
(Joseph Joubert)

“Uma forma de o medíocre convencido imitar a grandeza é não dizer mal de ninguém.” (Vergílio Ferreira)

“Os homens medíocres cumprem um importante papel nos grandes acontecimentos unicamente porque não se encontram lá.” (Charles-Maurice de Talleyrand-Périgord)

“Não há maior consolação para a mediocridade do que o fato de o gênio não ser imortal.” (Goethe)

“Quem ama a preciosa mediocridade é sóbrio e evita os invejados palácios.” (Horácio)

“Jamais somos medíocres quando dispomos de muito bom senso e de muito sentimento.” (Joseph Joubert)

“A mediocridade não conhece nada melhor do que ela mesma, mas o talento reconhece instantaneamente o gênio.” (Arthur Conan Doyle)

“Se é melhor ser excelente em uma só coisa do que medíocre em diversas, também é melhor ser medíocre em diversas coisas, se não se pode ser excelente em uma.” (Plínio, o moço)

“Não é menos funesto aos homens um superlativo engenho, do que às mulheres uma extraordinária beleza: a mediocridade em tudo é uma garantia e penhor de segurança e tranqüilidade.” (Marquês de Maricá)

“Admiram-se às vezes certas pessoas de que um autor medíocre seja normalmente o triunfador do seu tempo. Mas o autor medíocre é que é admirado pelos medíocres. E a mediocridade é o que há de melhor distribuído pelos homens.” (Vergílio Ferreira)

“Não há coisa mais perigosa que a mediocridade incompleta.”
(Friedrich Hebbel)

“Existe sempre uma grande demanda por novas mediocridades. Em todas as gerações, o gosto menos desenvolvido tem o maior apetite.” (Paul Gauguin)

“Apenas os medíocres estão sempre no seu máximo.”
(William Somerset Maugham)

“A diferença entre grandiosidade e mediocridade está, freqüentemente, em como um indivíduo enxerga um erro.” (Nelson Boswell)

“Em arte, a mediocridade é insuportável.” (Jean de La Bruyère)

“No verdadeiro homem medíocre, a cabeça é um simples adorno do corpo.” (José Inginieros)

“Este mundo é uma república de mediocridades.” (Thomas Carlyle)

“A duração da vida é mais longa na mediocridade.” (Sêneca)

“Deus deve amar os homens medíocres. Fez vários deles.” (Abraham Lincoln)

“Não há graus intermediários entre o medíocre e o pior.” (Nicolas Boileau)

“Só os medíocres mostram sempre seu melhor.” (Hippolyte Jean Giraudoux)

“A mediocridade fundou a autoridade.” (Ernest Renan).

                                *********

Não há maior consolação para a mediocridade do que o fato de o gÊnio não ser imortal.
( Johann  Goethe)  
 
Uma forma de o medíocre convencido imitar a grandeza é não dizer mal de ninguém
Fonte: “Pensar” – (Vergílio Ferreira)   
 
Apenas os medíocres estão sempre no seu máximo.
(William Maugham)  
 
Os homens medíocres cumprem um importante papel nos grandes acontecimentos unicamente porque não se encontram lá.
 (Charles  Talleyrand-Périgord)  
 
Não é menos funesto aos homens um superlativo engenho, do que às mulheres uma extraordinária beleza: a mediocridade em tudo é uma garantia e penhor de segurança e tranquilidade.
Fonte: “Máximas”  – (Marquês  Maricá )
 
A mediocridade é a arte de não ter inimigos.
Fonte: “Silogismos” – (Sofocleto)
 
Admiram-se às vezes certas pessoas de que um autor medíocre seja normalmente o triunfador do seu tempo. Mas o autor medíocre é que é admirado pelos medíocres. E a mediocridade é o que há de melhor distribuído pelos homens.
Fonte: “Conta-Corrente 4” – (Vergílio  Ferreira)  
 
Toda a vida bem vivida, harmoniosamente vivida, vivida sem faltas, sem manchas, com felicidade, com serenidade, é uma vida medíocre. Tudo o que passe do medíocre tem em si o excesso e o erro.
Fonte: “Sete Cartas a um Jovem Filósofo” – (Agostinho  Silva)   
 
Entende-se o medíocre; não se entende, porém, que quem se ama nele mergulhe.
Fonte: “Espólio” – (Agostinho Silva)   
 
Como é que um tipo que é medíocre há-de saber que é medíocre, se ele é medíocre?

Fonte: “Conta-Corrente 5”  – (Vergílio Ferreira)

2 Respostas to “TRAZENDO À TONA UM POUCO DAQUILO QUE VAI NOS DEVORANDO A CADA DIA, NÓS, MULHERES QUE PENSAMOS!”

  1. Vilma said

    Seria ilusão? Estaríamos perdidas? Existiria uma saída diante de tal confirmação de nossas suspeitas? Ou seria pretensão dizer que vejo-me nesse texto, como no reflexo de um espelho? Imensa vontade de negar, de não querer acreditar no que sinto diante de tão clara constatação!

  2. Marise said

    Pois comigo foi o mesmo! Passei o dia pensando no quanto isso vem roubando minha vontade de agir, de prosseguir, em meio a tanta mediocridade que vai sugando nossa energia de fazer, de pensar, de inovar, que vamos amortecendo como um carro sem combustível! O pior, é que existem amis medíocres que pensantes! Reverter esse quadro, ainda vai muito longe, pois parece que a cada dia cresce mais, basta ver, como diz o Marcelo Tass, o número de ex-BBBs à solta! Realmente, quem escreveu este texto, sentiu na pele essa tirania da inveja, da banalidade, da mediocracia, à falta de meritocracia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: